Praia Central recebe mutirão de manutenção da Secretaria de Obras

A operação visa preparar Balneário Camboriú para o mês de outubro, que é considerado pré-temporada de verão, devido às tradicionais festas na região, atraindo grande número de turistas e visitantes para a cidade. Uma inspeção na orla marítima, feita pelos líderes das equipes da Secretaria de Obras, detectou problemas a serem resolvidos na Praia Central e, entre eles, muitos objetos deixados na areia e calçadão.

Com a “operação limpeza”, a equipe entrará na madrugada de sábado na areia da Praia Central com uma máquia retroescavadeira e um caminhão, para retirar outros objetos deixados, inadequadamente, na praia, como cadeiras velhas; manilhas, que muitas vezes são utilizadas para servirem de mesas; e pedaços de madeiras. Lixeiras danificadas também já foram recolhidas.

Algumas vegetações em mau estado também serão retiradas e substituídas pela equipe do paisagismo nos próximos dias. Retoques nas pinturas dos mobiliários urbanos; continuação dos consertos nos petit pavês e nivelamento das bocas de lobo da ciclofaixa serão ações executadas ainda este ano. “Esse ‘‘pente fino’’ que fizemos na orla marítima de Balneário Camboriú esta semana foi importante para relacionarmos as prioridades a serem feitas até o início da temporada de verão. Alguns itens, como a retirada de objetos velhos e remoção da vegetação danificada, serão feitos imediatamente. Outros como nivelamento das bocas de lobo na ciclofaixa e afastamento das lixeiras, estarão concluídos até a temporada”, garante o secretário.

Galerias

Infiltrações em alguns pontos da galeria da Avenida Atlântica também estão na pauta dos próximos dias da Secretaria de Obras. Já na segunda-feira (17), três infiltrações serão consertadas no Pontal Norte. “Serão aproximadamente 10 metros de obra, iniciando na altura do Hotel Marambaia até a cabeceira da ponte. Para isso o trânsito opera em meia pista durante a intervenção”, informa Tatá.

Uma outra infiltração na junção das galerias da Rua 2001 e Avenida Atlântica, será consertada na sequência. “Nesse trecho aconteceu o mesmo que ocorreu na Rua 3900; houve a infiltração devido ao deslocamento das aduelas das galerias. O procedimento será o mesmo que já fizemos na 3900. Vamos vedar as aduelas”, complementou o secretário João Miguel.

Comente com Facebook