Prefeito solicita ao governo do Estado solução urgente para Centro de Eventos Balneário Camboriú

O Prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, propôs ao Governador, Carlos Moisés, que a Santur faça a gestão do Centro de Eventos, ou que componha uma situação jurídica que permita viabilizar a gestão ou até mesmo que o trade turístico junto a Secretaria de Turismo do município façam a administração do Centro de Eventos de Balneário Camboriú até que o processo de concessão esteja concluído. O governo foi receptivo a sugestão.

A decisão foi tomada após ouvir, nesta sexta-feira (01) a tarde, em reunião com a presidente da Santur, Flavia Didomenico, que não há prazo para que o processo de concessão esteja finalizado.
“O termo de referência não está pronto, ainda há estudos a serem realizados, o Tribunal de Contas têm que opinar sobre isso e pode ocorrer qualquer interrupção. Não podemos esperar mais um ano, dois, cinco anos”, afirmou o prefeito Fabrício Oliveira, explicando que a Santur já administra o Centro de Eventos de Canasvieiras e poderia fazer o mesmo em Balneário Camboriú até que se defina a empresa concessionária.

“Se o Estado não puder, não vejo problemas em a Prefeitura, junto com o trade, fazer a gestão”, reforçou o prefeito.
O Centro de Eventos está com 96% das obras físicas concluídas e já foi “inaugurado” no final do ano passado por agentes do Governo do Estado e do Governo Federal. O prefeito Fabrício Oliveira não participou do ato por não concordar em entregar um equipamento sem estar efetivamente pronto. A prefeitura de Balneário Camboriú investiu R$ 25 milhões na obra.

O Governador Carlos Moisés se sensibilizou com o pedido, em meio aos demais prefeitos da Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí (Amfri), que estiveram na Casa Da Agronômica, na sexta-feira à tarde (01). O Centro de Eventos tornou-se uma pauta regionalizada que foi endossada por todos os prefeitos.

Moisés assegurou que, se houver viabilidade jurídica, vai dar andamento ao processo com uma administração “temporária” para que a maior unidade de eventos do Sul do país comece a operar.

A principal demanda da região é que o Governo garanta a abertura do agendamento de eventos. “Nossa expectativa é que a gestão do espaço tenha aderência ao calendário do município e seja sensível à situação econômica local e regional. Há dezenas de eventos que querem vir para Balneário. Vou dar o exemplo do Encontro Nacional de Contabilidade, que proporcionará um acréscimo na economia da cidade de mais de R$ 30 milhões. Não podemos mais nos dar ao luxo de não contar com Centro de Eventos que vai dar fazer uma diferença enorme na nossa economia”, explicou Fabrício Oliveira.

Cronograma

A Secretaria de Turismo apresentou um cronograma de trabalho que prevê a realização de uma nova reunião no dia 4 de abril, com o objetivo de avançar na elaboração do termo de referência e minuta do edital, documentos para estabelecer o melhor modelo de concessão.

Após isso a Prefeitura de Balneário e representantes do trade de turismo da cidade precisarão apresentar suas sugestões para que o pacote de documentos seja concluído ainda na primeira quinzena de abril. Nesse ritmo, estimam as lideranças de Balneário e região, é provável que o empreendimento permaneça fechado mais um ano.

Além do prefeito e da presidente da Santur, participaram do encontro o Secretário de Turismo de Balneário Miro Teixeira, a presidente do BC Convention, Ana Maria dos Santos, a vice-presidente, Margot Rosembrock, a diretora executiva, Adriana Both, a presidente do Conselho Municipal de Turismo, Dirce Fistarol, o diretor de planejamento da Santur, Leandro “Mané” Ferrari e servidores da SOL.

Obras de acabamento

O Centro de Eventos está em fase de acabamento, com 96% das obras já concluídas. A Secretária de Turismo informou que, na próxima semana será feita a abertura dos envelopes das empresas habilitadas para a instalação das divisórias móveis. O valor dessa licitação, feita na modalidade concorrência, está em torno de R$ 3 milhões.
Em seguida, será feita a instalação do piso e forro e, após isso, será aberta a licitação do sistema de climatização e dos elevadores.

 

Comente com Facebook