Itajaí estuda implantação de escola com abordagem militar

    Itajaí seria a primeira cidade de Santa Catarina a trabalhar os princípios da educação militar, como hierarquia e disciplina

    O Município de Itajaí estuda implantar uma escola com abordagem militar na Rede Municipal de Ensino. Nesta semana, uma comitiva da Secretaria Municipal de Educação, acompanhada do prefeito Volnei Morastoni, conheceu os trabalhos realizados no Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires, em Florianópolis. Em fase de estudos, Itajaí seria a primeira cidade de Santa Catarina a ter uma escola municipal com formação cívico-militar.

    De acordo com a secretária municipal de Educação, Elisete Furtado Cardoso, a escola teria as atividades regulares do 1º ao 5º ano. A partir do 6º ano até o 9º, além das atividades pedagógicas seriam incluídas questões trabalhadas pelo Colégio Militar, como disciplina, hierarquia, respeito aos professores e ao próximo.

    “No Colégio Militar, os alunos têm uma hora aula por semana para trabalhar questões de disciplina e regramentos. Cada semana tem um aluno chefe de turma para dar informações e cuidar da sala. Essa seria mais uma vertente da educação, assim como já desenvolvemos as questões emocionais dos nossos estudantes com a Escola da Inteligência”, detalha a secretária Elisete.

    A comitiva foi recebida na terça-feira (23) pelo Major Brito, coordenador do Colégio Policial Militar, e o Tenente Arlan, diretor da unidade.

    O Colégio Policial Militar de Florianópolis tem 35 anos de existência. Atualmente, existem quatro colégios militares no estado, nenhum deles municipal: Florianópolis, Lages, Blumenau e Joinville. A intenção do Município de Itajaí é implantar o projeto modelo na Escola Básica Melvin Jones, no bairro Cordeiros, fazendo com que a cidade tenha a primeira escola municipal com abordagem militar de Santa Catarina.

    Nesta quarta-feira (24), a Diretoria do Ensino Fundamental se reuniu com as supervisoras de gestão para aprofundar a análise do projeto e adaptá-lo para a realidade de Itajaí. A expectativa é que as atividades comecem até o início do ano letivo de 2020.

    Comente com Facebook