Itajaí conscientiza população sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

A Secretaria de Saúde de Itajaí promove, nesta semana, ações alusivas ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado no sábado (18). Para reforçar a importância da data e conscientizar a população, a equipe da Vigilância Epidemiológica e da Saúde da Criança distribui informativos nas Unidades Básicas de Saúde, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) e nos hospitais Pequeno Anjo e Marieta para que sejam realizadas atividades de educação em saúde com crianças e adolescentes do município.

A ação faz parte da campanha “Faça Bonito”, do Comitê Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. O objetivo é mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes, além de promover uma cultura de paz no município. As unidades de saúde também vão realizar atividades de orientação sobre o assunto nesta semana.

Nos materiais informativos, a população poderá consultar os tipos de violações de direito que crianças e adolescentes podem sofrer: violência física, psicológica e institucional, tortura, tráfico de seres humanos, violência financeira, negligência, abandono, trabalho infantil e intervenção legal. O intuito é que as informações cheguem a adultos, crianças e adolescentes.

Como denunciar

Os materiais informativos sobre a data ainda terão os contatos que recebem denúncias de violência ou violação de direitos. A denúncia pode ser anônima e principais canais são: Conselho Tutelar pelo telefone (47) 3248-1711; Disque 100; e as Polícias Militar, Civil, Federal ou Rodoviária Federal.

Existe ainda um aplicativo para iOS e Android, criado para facilitar as denúncias e informar sobre a violência contra crianças e adolescentes. Acesse: http://www.protejabrasil.com.br/br/.

Além disso, profissionais de saúde do município podem fazer a notificação compulsória de qualquer suspeita ou confirmação de maus tratos contra crianças e adolescentes. Essa medida é uma linha de cuidado de atenção integral às vítimas de violência. Os profissionais também realizam acolhimento, atendimento, orientação e encaminhamento à rede de proteção.

Dia 18 de maio

A data foi escolhida como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos, que teve todos os seus direitos humanos violados: foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

Comente com Facebook

Maria Varella Passos
Maria Varella, tem 25 anos de atuação na área de comunicação atuando em projetos de jornais, revistas e portais online em diversas regiões do pais.É a fundadora e proprietária do SC Hoje e atua como Editora Executiva do Portal. Email: [email protected] | Fone/WhatsApp:47 3311.2817