Deputado intermedia acordo e vendedores permanecem na orla da Praia de Balneário Camboriú

Acordo foi anunciado após reunião na Superintendência do Patrimônio da União (SPU) nesta quinta-feira, 25; são cerca de 1,5 mil empregos mantidos

Uma batalha que estava praticamente perdida – a manutenção dos vendedores de milho e que alugam guarda-sois e cadeiras na orla da Praia Central, em Balneário Camboriú – teve uma reviravolta. Depois de reunião, nesta quinta-feira, 25, com o novo superintendente a SPU, Nabih Chraim, chegou-se a um acordo.

O deputado Felipe Estevão, ao tomar conhecimento da situação, abraçou a causalá no início do mandato.
Tomando a iniciativa logo depois de saber da grave situação dos trabalhadores, que iriam ser despejados, o parlamentar foi Balneário Camboriú em meados de março. Depois, recebeu os líderes do movimento inúmeras vezes na Assembleia Legislativa.

Também foram promovidas inúmeras agendas e reuniões em Brasília sobre o caso, que era tido como perdido por várias autoridades devido à sua complexidade e à insensibilidade da gestão anterior da SPU.

Na Capital Federal, Felipe Estevão sempre contou com a parceria do deputado Daniel Freitas. Agora é comemorar e olhar para o futuro. São cerca de 1,5 mil pessoas que dependem deste negócio para sua sobrevivência. Alguns destes trabalhadores começaram suas atividades ainda nos anos 1970.

“Uma das nossas bandeiras é a geração de emprego e renda, que é a melhor política social. Fico feliz com esta conquista, pois em muitos momentos a batalha parecia perdida,” comemorou Felipe Estevão.

Comente com Facebook