Obra do Emissário continua na Avenida Atlântica na Barra Sul em Balneário Camboriú

Começou nesta quarta-feira (14), uma nova frente de trabalho na Avenida Atlântica/ Barra Sul, para a obra do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto – uma das ações realizadas pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), do pacote de medidas que irá contribuir com a revitalização do Rio Marambaia.

Em frente à Rua 3900, está sendo feito uma abertura entre a ciclovia e a pista, para a instalação dos tubos de PEAD (polietileno) de 710mm por dentro da galeria de drenagem da Avenida Atlântica. Da mesma forma que acontece em frente à Rua 2001, porém, com a instalação dos tubos um pouco menores, de 450mm. Até o momento, cerca de 900 metros de tubos foram inseridos.

Nestes trechos da Avenida Atlântica: em frente à Rua 2001 e Rua 3900, o trânsito está em meia pista.

Paralelo, continuam as obras das redes de interligação das elevatórias da Avenida Brasil (em frente à Rua 2001) e da Avenida Alvin Bauer, que levarão a contribuição que chega nessas duas maiores elevatórias até o emissário. Nesta quinta-feira (15) o trânsito está totalmente interditado na Alvin Bauer – da Avenida Atlântica até a Brasil.

“O emissário será complementar à rede já existente, que em determinadas épocas do ano não dá mais conta da contribuição que chega. Com a obra, cerca de 50% da contribuição que chega nessas duas maiores elevatórias, será enviada pelas interligações até o emissário na Atlântica, seguindo para a Estação de Recalque da Rua 3700 e levando o esgoto até a Estação de Tratamento”, explica o diretor Geral da Emasa, Douglas Costa Beber.

Sobre o Emissário

O Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto compreende 4.748m de extensão e será construído da Rua 2001 (Barra Norte), com duas interligações entre as elevatórias da Rua 2001 e da Avenida Alvin Bauer, até a Estação de Recalque da Rua 3700 (Barra Sul – embaixo da ponte do Rio Camboriú), levando toda a contribuição para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), do Nova Esperança. Esta obra é projetada para uma demanda que atenda os próximos 30 anos.

A empresa executora da obra para implantação do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto, é a SK Tecnologia Subaquática – EIRELI. O prazo de execução são 120 dias e o valor licitado da obra é R$ 1.525.673,04. A licitação dos materiais ocorreu separada, com custo de R$ 3.248.789,24. O valor total ficou em R$ 4.774.462,28.

Comente com Facebook