Cem dias de governo Bolsonaro e obras na SC-467 mobilizam deputados na Assembleia

Os 100 dias do governo de Jair Bolsonaro e a retomada das obras da SC-467, entre Jaborá e Ouro, no Meio Oeste, mobilizaram os deputados na sessão de terça-feira (9) da Assembleia Legislativa.

“Nosso país está sendo governado pelo presidente com a pior avaliação da história, uma pesquisa técnica ouviu quem mais interessa, a população”, afirmou Luciane Carminatti (PT), que destacou, entre outros dados da pesquisa, que para 61% dos brasileiros Bolsonaro fez menos que o esperado nos primeiros 100 dias de governo.

“O desemprego aumentou neste período de governo, depois de oito meses de queda a taxa chegou a 12% e o governo não tem tempo para se concentrar no trabalho”, criticou a parlamentar petista.

Ana Caroline Campagnolo (PSL) rebateu Carminatti e relevou as críticas.

“Ser comparado ao Lula e a Dilma , isso deveria ser uma anedota, a Dilma foi impitimada e o Lula está preso. Se espera que resolva em três meses o que os políticos demoraram duas décadas para estragar?”, questionou a representante do PSL, que por cerca de quatro minutos citou escândalos dos 12 anos do PT na Presidência.

Já os deputados Moacir Sopelsa (MDB), Valdir Cobalchini (MDB) e Neodi Saretta (PT) cobraram a retomada das obras da SC-467, no Meio-Oeste barriga verde.

“O governador LHS autorizou que fosse contratado o projeto, depois veio o financiamento do BID e no primeiro ano do governo Colombo se deu autorização para a licitação e a ordem de serviço. Passados dois anos e meio, a empresa vencedora do contrato de R$ 54 milhões começou a ser executada, não conseguiu mais tocar obra e foi feita a dissolução do contrato”, revelou Sopelsa.

O deputado continuou a história da obra.

“Houve nova licitação e nova empresa vencedora, que reiniciou o trabalho faz mais ou menos dois anos. Agora, para nossa surpresa, foi rescindido mais uma vez o contrato, já se passaram oito anos do início e mais uma vez a extinção do contrato”, disparou Sopelsa.

‘É uma parte da novela, são anos e anos, primeiro foi a luta para que saísse o asfaltamento, mas uma coisa que está intrigando, por que essa rescisão agora? Na região está todo mundo estranhando, a empresa alega que estava trabalhando, embora devagar, estava indo”, ponderou Saretta.

“Estivemos em Capinzal em uma audiência pública e não sentimos ninguém que estivesse buscando essa alternativa, lá não se discursou que a obra não seria concluída no final do ano”, revelou Cobalchini, que estranhou a nova interrupção do contrato.

Dia do jornalista
Luciane Carminatti lembrou a passagem do dia do jornalista, comemorado dia 7, domingo.

“Parabéns aos homens e mulheres que exercem esta profissão de tamanha responsabilidade, não existe democracia sem liberdade de imprensa.”

Vôlei de Blumenau
Ricardo Alba (PSL) elogiou a equipe masculina de vôlei de Blumenau que conquistou vaga na Superliga de Vôlei 2019/2020.

“O vôlei masculino de Blumenau garantiu acesso à Superliga nacional neste final de semana, um belíssimo trabalho da diretoria, dos atletas e da torcida de Blumenau”, declarou Alba.

Elogio a PM paulista
Ricardo Alba parabenizou os integrantes da Polícia Militar de São Paulo que prenderam e mataram vários assaltantes de bancos nas proximidades do município de Guararema (SP).

“Quero parabenizar os policiais militares de São Paulo que em um enfrentamento com bandidos que assaltavam o município de Guararema mataram bandidos e os demais foram presos. O governador João Dória vai condecorar os policiais”, informou o parlamentar.

Senhor dos Passos
João Amin (PP) destacou o sucesso da procissão do Senhor Jesus dos Passos, que aconteceu no último domingo, na capital do estado.

“Foram mais de 45 mil pessoas, padre Vilson Groh fez o discurso, na sexta-feira a procissão recebeu o selo Patrimônio Imaterial do Brasil, faz parte da cultura de Florianópolis, foi uma honra ter representado a Assembleia”, revelou o deputado.

Faltam vacinas e medicamentos
João Amin denunciou que faltam vacinas no Sul do estado.

“Muito me preocupa a situação da saúde, falta de parte do governo federal vacinas contra Hepatite na região Sul do estado, também houve a morte em Joinville de um cidadão por febre amarela e nestes últimos dias, na Serra, uma morte por meningite. O que a SES, o que o governo vem fazendo quanto à prevenção?”, questionou o representante de Florianópolis.

“A imunização com vacinação é para prevenir doenças, inclusive algumas que já eram tidas como eliminadas, o Sarampo é um exemplo, mas já vimos casos de óbitos e a Febre Amarela pode ser prevenida pela vacina”, indicou Saretta, que ponderou o início iminente da vacinação contra a Influenza.

Contorno viário
João Amin repercutiu entrevista do engenheiro Ricardo Saporiti, que realizou estudos sobre o contorno da Grande Florianópolis para a Federação das Indústrias (Fiesc).

“O engenheiro não confirma mais o prazo para 2021”, lamentou João Amin, que convidou a comunidade para uma audiência pública dia 22, na Assembleia, com a presença de representantes do Fórum Parlamentar Catarinense.

Terminal pesqueiro de Laguna
Felipe Estevão (PSL) pediu apoio aos colegas para a reativação do terminal pesqueiro de Laguna.

“Hoje toda estrutura se encontra fechada, foi tirada o SIF, não pode mais descarregar, eram centenas de barcos, hoje tem de descer para o Rio Grande ou ir para Itajaí. São mais de 20 empresas com seus barcos de pesca, agora começa a safra da tainha e o terminal não pode baixar uma caixa de peixe porque não tem inspeção”, relatou estevão, que foi a Brasília tratar do assunto.

“Vi festas e foguetes e que ia começar, chega de fogos e festas, queremos resultados”, concordou Ada de Luca (MDB).

“Por falta de uma fiscalização do Ministério da Agricultura os pescados que poderiam ser recebidos no porto de Laguna vão para o Rio Grande do Sul, por falta de consciência de que as coisas precisam estar perto das pessoas”, avaliou Sopelsa.

Dia do autista
Mauro de Nadal (MDB) repercutiu a passagem do dia do autista, celebrado em 2 de abril.

“Um tema palpitante, o autismo, dia 2 de abril como dia mundial da conscientização do autismo, neste dia a rede de atendimento de Maravilha promoveu um evento para lançar a campanha ‘é preciso conviver para conhecer’”, informou Nadal.

O deputado aproveitou para divulgar e pedir apoio para projeto de sua autoria que cria a carteira de identificação do autista.

“Com a carteira de identificação os autistas terão acesso às políticas públicas de assistência e passe livre intermunicipal”, explicou o vice-presidente da Assembleia.

Escola em estado deplorável
Ismael dos Santos (PSD) exibiu no telão do plenário imagens da escola Dite Freitas, de Tubarão, e criticou o estado lamentável do educandário.

“Domingo fui para a escola, fui enquanto membro da Comissão de Educação a uma escola em Tubarão, a Escola Jovem Dite Freitas, que tem problemas seríssimos no ginásio, infiltrações, caixa d’água com coruja morta, aceso ao maquinário em estado deplorável. Subscrevemos um requerimento ao Secretario da Educação pedindo cópia do contrato dos reparos, da licitação, das medições, detalhamento dos serviços realizados e as pendências”, explicou Ismael.

Jogos Abertos da 3ª Idade na berlinda
Fernando Krelling (MDB) informou seus pares que o município de Gaspar avalia desistir de organizar os Jogos Abertos da 3ª Idade.

“O Fundo 162 garantia para os municípios repasse para eventos, temos os Jogos Abertos da 3ª Idade, movimenta cerca de 2 mil atletas, é muito concorrido, no último ano tivemos investimento de R$ 120 mil, este ano será em Gaspar, mas corremos o risco de Gaspar abrir mão por não saber se vai receber”, descreveu Krelling, que sugeriu “que tudo que foi combinado com os municípios ano passado se mantenha.”

Escola sem drogas
Ana Campagnolo divulgou projeto de sua autoria denominado “escola sem drogas.”

“Se formos falar das universidades públicas, não restam dúvidas que drogas é um problema a ser resolvido, uma guerra química. As drogas são uma marca política para desfibrar o tecido social da nação, solapando os valores”, argumentou Ana Campagnolo, acrescentando que o projeto obriga os professores a apresentarem, junto com exame de admissão, um exame toxicológico.

Procon
Ada de Luca fez um apelo ao governador Carlos Moisés para manter a estrutura do Procon.

“Tenho recebido reclamações e pedidos para que o governador reavalie a situação do Procon. Como vai ficar a resolutividade, que é de 95% dos casos? É um modelo para o Brasil. Vamos mandar essas pessoas de volta ao município? O Procon realizou desde 2016 mais de um milhão de atendimentos e agora esta estrutura tão elogiada vai virar uma diretoria, sem atendimento ao público, mas como?”

Asfalto ecológico
Marcius Machado (PR) sugeriu ao Executivo que utilize asfalto ecológico nas rodovias estaduais.

“O asfalto ecológico tem uma liga que reduz a aquaplanagem, o asfalto tradicional impermeabiliza o solo, já com o asfalto ecológico há possibilidade disso, evitando os alagamentos rápidos. Peço ao governador que pense neste segmento trabalhando com asfalto com pedaços de pneus.”

Delegacia de Painel
Marcius Machado denunciou que a obra da delegacia de Painel está há oito anos parada.

“Estou solicitando que o governo dê continuidade à obra, o município recebe uma benfeitoria e de repente essa obra para? O aniversário de nove anos será em setembro”, provocou o representante de Lages.

Pneus furados
Nilso Berlanda (PR) relatou que na noite de segunda-feira (8) cinco automóveis furaram os pneus quando trafegavam pela SC-350, entre Lebon Régis e Santa Cecília.

“Estamos muito preocupados, sabemos que o governo Moisés e o secretário de Infraestrutura não têm culpa do que está acontecendo, então cai em cima do deputado. Na SC-350, entre Lebon Régis a Santa Cecília, havia cinco veículos parados fazendo socorro porque todos estouraram pneus.”

Comente com Facebook