Comissão Internacional da Baleia se reúne em Santa Catarina

O governo brasileiro quitou seus débitos com a Comissão Internacional da Baleia (Cib) e o país poderá votar na 67ª Reunião da Comissão, evento que acontecerá pela primeira vez no Brasil e terá sua sede em Florianópolis, no dia 4 de setembro. O Brasil é um dos líderes do projeto que visa à criação de um santuário de baleias no Atlântico Sul, para que exista uma zona livre de caça de cetáceos. Na última reunião do grupo, a proposta foi rejeitada, mas deve voltar a entrar em pauta no dia 4. Para que uma proposta seja aceita, é preciso que ¾ dos países com direito a voto aceitem a ideia e todos precisam estar em dia com a contribuição anual feita à organização.

Proibido o turismo embarcado na Área de Proteção da Baleia Franca

A Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca (Apabf), localizada no litoral de Santa Catarina, é conhecida por abrigar as baleias desta espécie e outros tipos de animais e vegetais. Mas apesar da vontade de muitos órgãos turísticos de realizarem atividades na região, o Ministério do Meio Ambiente emitiu nota proibindo as atividades de turismo embarcado na área em 2018.

Responsáveis pela Apabf e o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade) vinham recebendo demandas para que fosse autorizada a realização de atividades de turismo embarcado na região. Entretanto, ficou decidido que não serão admitidas atividades no local, até mesmo em situações onde não existe a declarada intenção de observação das baleias.

Apesar disso, os órgãos trabalham para que o turismo seja autorizado e tudo funcione de forma correta e respeitando os animais já em 2019. A Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca localiza-se no litoral do sul de Santa Catarina, e conta com uma área de 156 mil hectares, 130 km de costa marítima, abrange nove municípios, desde o sul da ilha de Santa Catarina até o Balneário Rincão. Em sua rota migratória reprodutiva, a baleia franca passa pela região entre os meses de junho e novembro.

 

Consórcio de Turismo da Amfri vira referência

Representantes de diversas associações de municípios de Santa Catarina tem visitado a sede da AMFRI – Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí, para conhecer a estrutura e como funciona o Consórcio Intermunicipal de Turismo Costa Verde & Mar que é referência em organização regional do setor. O interesse é pelas atividades operacionais, humanas e financeiras que são necessárias a um consórcio de turismo, bem como a importância da integração entre os municípios e atuação do CITMAR.

Criado em 17 de agosto de 2007, o Consórcio Intermunicipal de Turismo Costa Verde e Mar tem como objetivos: prestar serviços especializados em planejamento, desenvolvimento e promoção do turismo; promover a execução de ações estratégicas de marketing turístico integrado e implementar ações de melhorias na infraestrutura turística regional.

Turismo como pauta na escola

Os Colegiados de Educação e Turismo da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI) também desenvolveram juntos um projeto inédito para incluir o turismo como pauta da educação básica nas escolas. Ainda esta em estudos o público ao qual será dirigido o conteúdo, qual metodologia será utilizada e se o Turismo entrará como uma matéria regular ou se será apresentado paralelamente a outras áreas (geografia, história, matemática, etc.).

Para chegar a essas decisões, o Colegiado de Educação continua ouvindo ideias do Colegiado de Turismo, além de uma pesquisa destinada aos professores da Rede de Ensino da região Costa Verde & Mar. Cada município terá o conteúdo de acordo com seu potencial turístico. A avaliação inicial tem sido positiva por parte dos agentes públicos. A inserção do Turismo nas diretrizes escolares é considerada importante para que as crianças aprendam desde cedo à importância da atividade para o município, história, cultura local e principalmente no ramo econômico e na questão da receptividade ao turista.

A região Costa Verde & Mar é formada por 10 municípios: Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Bombinhas, Camboriú, Ilhota, Itajaí, Itapema, Navegantes, Penha e Porto Belo. Eles desenvolvem juntos estratégias para melhor receber o visitante e de maior divulgação dos atrativos e serviços turísticos.

2º Catarinafest em Brasília

Desde o dia 17, sexta-feira, até dia 26 de agosto , o brasiliense poderá conhecer o que há de mais representativo na cultura de Santa Catarina sem sair do Planalto Central. O Catarinafest é aquele caso em que o destino vai até você, trazendo a tradição das festividades realizadas originalmente em cidades como Blumenau, Pomerode e Joinville. A abertura da festa foi com o consagrado balé da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, orgulho catarinense e a única localizada fora da Rússia. Os dez dias de festa são dedicados a shows típicos, espetáculos de dança e à gastronomia catarinense, com sua mistura de nacionalidades que remontam à colonização da região, principalmente com influências italiana e alemã.

Comente com Facebook