Crise argentina gera expectativa para temporada de verão e festas de outubro movimentam o turismo regional

CRISE ARGENTINA: EXPECTATIVA E PREOCUPAÇÃO

 O grupo de empresários e parceiros do projeto Visite BC & Região, capitaneado pelo Convention & Visitors Bureau de Balneário Camboriú que participou em Buenos Aires da Feira Internacional de Turismo da América Latina, uma das maiores do mundo no setor, entre o final de setembro e inicio deste mês de outubro, retornou entre a expectativa e preocupação com a presença de argentinos na temporada de verão 2018\2019 em SC. Como sempre, foram divulgados e oferecidos os destinos da região para os operadores do MERCOSUL, mas as atenções ficaram todas voltadas a um problema: a provável repercussão que a crise econômica na Argentina trará ao nosso verão.

O temor é de que haja uma provável redução no número de argentinos em BC, Capital e região durante a temporada. A presidente do Conselho Municipal de Turismo, hoteleira Dirce Fistarol, acredita que mesmo assim, pode haver movimento razoável dos “hermanos argentinos’. Na sua visão, o destino catarinense e regional ainda é mais barato e compensador que outros mais distantes para os argentinos e também as condições que oferecemos por aqui, como boa segurança, facilidade e opção variada de compras e de facilidade de deslocamentos para a região turística da Amfri.

FESTAS DE OUTUBRO 2018

 Com crise ou sem crise, eleições ou não, outubro é o mês da música tradicional, da gastronomia típica e do chope, ingredientes que, além de catarinenses, atraem milhares de turistas a Santa Catarina.  Até o final do mês, a expectativa é de movimento até 10% acima do registrado no mesmo período de 2017. De acordo com entidades do setor, esse feriadão, no dia 12 contribuiu para o incremento de pessoas e a estimativa é superar os 2 milhões de visitantes em SC – que é a média registrada em anos anteriores, segundo o presidente da Santur, Valdir Rubens Walendowsky.

schoje.com.br-crise-argentina-gera-expectativa-para-temporada-de-verao-e-festas-de-outubro-movimentam-o-turismo-regional-oktober-2018
Foto – Desfiles da Oktober- Blumenau: tradição que se mantém ( Divulgação) .

MOVIMENTAÇÃO

Apesar do tempo nublado e chuvoso, a movimentação em Balneário Camboriú, considerada “cidade dormitório” da Oktober, no feriadão foi considerada satisfatória. Dados da Secretária de Turismo e Desenvolvimento Econômico (SECTUR BC) indicam que a ocupação hoteleira para o feriadão ficou em torno de 90 a 95%. Outras festas regionais como a Marejada, de Itajai, e a Fenarreco, de Brusque, também são muito importantes para a cidade. Elas impactam na hotelaria, comércio e na gastronomia de Balneário Camboriú.

AEROPORTO DE NAVEGANTES: SEM PREVISÃO DE AMPLIAÇÃO

O aeroporto de Navegantes, no Litoral Norte catarinense, registrou nos primeiros seis meses de 2018, conforme a administração do terminal, recorde histórico de público: 932 mil passageiros. Apesar do crescimento de fluxo, entraves jurídicos e de licitação ainda impedem o crescimento da estrutura, que é gerida pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Com relação ao mesmo período de 2017, foi um incremento de 33,5% no número de passageiros. Até o final do ano, a expectativa é que passe 1,8 milhão de passageiros no local, 200 mil a mais do que no ano passado. Ainda de acordo com aeroporto, duas novas rotas estão em negociação para chegar a Navegantes

O prefeito de Navegantes, Emílio Vieira (PSDB), esteve recentemente com o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro, que disse não ter recursos para desapropriações pendentes para ampliação da estrutura do aeroporto.

Conforme a Infraero, ainda é preciso indenizar 30% do total do terreno, além de resolver pendência de desapropriações. Também há um projeto de reformulação do prédio atual, com licitação ainda a ser lançada. A ampliação da pista e do terminal não tem prazo para ocorrer.

Comente com Facebook