Famílias recebem as chaves do Residencial São Francisco de Assis em Itajaí

As 120 construções ainda permaneciam vazias, na manhã desta quinta-feira (27), mas a rua do portão de entrada do Residencial São Francisco estava lotada por seus futuros moradores. As famílias foram até o Espinheiros para o ato operacional de entrega das chaves de suas casas. O procedimento foi o último passo realizado pela Caixa Econômica Federal e o Município de Itajaí para a entrega das 480 habitações do Programa Minha Casa Minha Vida.

Com as chaves e o contrato em mãos, as famílias já podem realizar a mudança. A prioridade são os moradores das áreas do Imaruí e Canhanduba, porque ocupam áreas de preservação.

“Estou há muito tempo esperando por esse dia, confiando que uma hora fosse acontecer a entrega. Hoje tenho uma satisfação muito grande, estou muito feliz”, relata Marcolina Luiza Adriano, 53 anos, enquanto busca definir seu sentimento sobre a entrega. A doméstica iniciará a mudança hoje mesmo. “Já estou com as minhas coisas todas encaixotadas. O Ano Novo já passaremos aqui”, comemora.

Norma Rodrigues, 74 anos, tem a mesma pressa para entrar na sua casa. A aposentada espera há 10 anos pela habitação. “Estou muito feliz, espero ter muita paz aqui nessa casa”, agradece emocionada.

Para o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, a entrega do Residencial São Francisco de Assis é um marco, já que a obra iniciou quando também era prefeito em 2007. “Estamos aqui para entregar moradia digna para essas pessoas. Esta é a primeira etapa de novos serviços que o Município de Itajaí irá proporcionar aqui. Nossa preocupação agora é garantir educação, saúde, segurança, transporte e assistência social para todos”, ressalta.

Muitas famílias aproveitaram o transporte disponibilizado pela Secretaria Municipal de Habitação para receberem a chave de seus lares. De acordo com o secretário de Habitação Odivan Wivaldo Linhares, a partir das 9h foram disponibilizados três ônibus no Imaruí e na Canhanduba para os beneficiários. “É uma satisfação muito grande poder entregar a tão sonhada casa para cada uma dessas famílias”, avalia o secretário.

O Residencial São Francisco de Assis
Iniciado em 2007, o Loteamento São Francisco de Assis tem 480 unidades habitacionais dividas em 120 blocos de quatro apartamentos. Localizadas na rua João Antônio Martins, as habitações têm 47 metros quadrados e custaram pouco mais de R$ 73 mil cada. O custo total do conjunto habitacional é de R$ 35 milhões com recursos federais, mais os investimentos do Município de Itajaí em preparação do terreno e acesso ao local.

Mais de 900 famílias se cadastraram para participar do projeto. Todas as selecionadas têm renda de até R$ 1,8 mil e residem em Itajaí. Dentre os selecionados, 240 são do Imaruí e Canhanduba, ocupantes de áreas irregulares. As contrapartidas das famílias estão parceladas em 10 anos com parcelas entre R$ 80 e R$ 270, conforme a renda do beneficiário. Já os custos assumidos pela Caixa, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida, somam entre R$ 41 mil e R$ 64 mil por unidade.

 

Comente com Facebook