Itajaí inicia imunização de crianças prematuras contra doenças respiratórias

Itajaí é polo regional de aplicação do medicamento Palivizumabe, que ajuda a prevenir doenças respiratórias em bebês prematuros, com doenças pulmonares ou cardiopatias. A aplicação do imunobiológico começou na semana passada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Centro Integrado de Saúde (CIS) e no Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen.

Por ser referência na aplicação do medicamento, o Município de Itajaí, em parceria com a 17ª Gerência Regional de Saúde, atende crianças de toda a região da Foz do Rio Itajaí durante os meses de março a agosto. Nesta semana, nove bebês receberão a imunização contra bronqueolites e pneumonias. Em abril, a aplicação continua.

O imunobiológico de alto custo é disponibilizado por indicação médica, para crianças menores de dois anos de idade, bebês prematuros nascidos com idade gestacional menor de 28 semanas, crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade ou com cardiopatias. A Palivizumabe é indicada para prevenção da infecção pelo Vírus Sincicial Respiratório, minimizando o risco de pneumonias e bronqueolites.

A aplicação do fármaco segue um protocolo de uso para cada criança, que é aprovado pela Gerência Regional de Saúde de Itajaí. O esquema medicamentoso completo, administrado em até cinco doses, a cada 30 dias, pode custar até R$ 25 mil. Além da aplicação do medicamento, a Secretaria de Saúde de Itajaí disponibilizou todo suporte para receber as crianças da região e intervir em caso de alguma reação.

“A Palivizumabe um importante protetor para doença grave causada pelo vírus sincicial respiratório, com comprovação na redução das internações hospitalares para essas crianças”, explica a enfermeira responsável pela Saúde da Criança no município, Daniela Cristiane dos Santos Silva.

Comente com Facebook